MENU
Como lavar frutas e vegetais

O que é ser vegano ou vegetariano?

Levante a mão o primeiro vegetariano que nunca chegou em um lugar pedindo opções SEM carne e o garçom ofereceu atum? Salmão? Peito de peru ou frango?

Ao dizer “não como carne”, nos referimos ao fato de NÃO comer NENHUM animal… Mas, muitas vezes a interpretação é apenas relacionada a “carne vermelha”.

E de onde começou essa história de comer carne?

Acredita-se que o homem iniciou a ingestão de carnes a aproximadamente 2 ou 3 milhões de anos atrás. Não existe ainda uma informação precisa. Certo é que faziam isso por meio da caça. Além de caçar, o homem tinha que cortar, quebrar os ossos e comer a carne crua, o que tornava mais difícil o processo de mastigação e digestão. Como poderia então o homem de fato evoluir se ele passaria praticamente todo seu dia preparando o alimento e comendo?

A partir deste questionamento, outras pesquisas surgiram e nos mostraram que o fundamental para o crescimento da massa cefálica foi então a descoberta do fogo, que por sua vez, facilitava a ingestão e digestão dos alimentos, diminuindo assim a quantidade de horas em que o humano “perdia” consumindo e digerindo, podendo empregar seu tempo em outras atividades.

Hoje, além de termos muitas outras opções de alimento que não existiam naquela época, temos a inteligência para escolher o melhor para nossa saúde e ainda podemos preservar outras espécies.

Vegano? Vegetariano? Pára tudo! Vamos entender melhor o que cada nome destes significa???

GRUPOS DE VEGETARIANOS

Ovolactovegetarianos
Não consomem nenhum tipo de CARNE, mas consomem laticínios e ovos.

Lactovegetarianos
Além de não consumir nenhum tipo de carne, excluem ovos da dieta.

Vegetarianos estritos
Não consomem nenhum tipo de carne, laticínios ou ovos em sua alimentação.

tipos de vegetarianos Natural VIbe

Veganos
Por motivações éticas, não consomem nada de origem animal. Não só em sua alimentação, mas também vestuário. Não participam de atividades onde animais sejam expostos a crueldade como rodeios, circos… Não usam marcas de produtos que ainda façam testes em animais (laboratórios), não consomem mel, corante a base de Carmim de Cochonilha (tipo de Besouro que dá coloração em produtos principalmente vermelhos como suco de uva ou esmalte por exemplo) couro, pele… Nada que tenha ligação com a escravidão de um animal.

Curiosidade sobre a produção do queijo

Para coalhar o queijo são usadas enzimas que dependendo do tipo do queijo são de origem animal, retiradas do estômago do boi/bezerro.

O coalho ou renina não é mais que uma mistura de enzimas (ex. quimosina e pepsina) que quando adicionado ao leite produz a primeira etapa de formação do queijo, a coagulação.

A fonte tradicional da quimosina é o abomaso (quarto estômago dos ruminantes) de bezerros lactentes (que ainda dependem do leite materno para a sua sobrevivência) ou de outros ruminantes jovens. Os bezerros recém-nascidos e outros ruminantes produzem no estômago a quimosina para coagular o leite ingerido produzindo uma massa semilíquida, que permite aumentar o tempo de permanência do leite no organismo.

A produção de coalho em pequena escala é realizada da seguinte forma, entre outras possíveis: imediatamente após os sacrifício do bezerro, que foi alimentado somente com leite, extrai-se o abomaso. Este é lavado e cortado em tiras de onde se extrai o coalho com o auxílio de uma solução de cloreto de sódio (12-20%). Após a extração, filtra-se e purifica-se a solução por precipitação salina. Esta solução é conservada pela adição de sal e ácido bórico, entretanto se for destinada ao consumo humano usa-se a glicerina como conservante (Basso, A., et al, s/d).”

Entendeu melhor agora? Então vamos compartilhar?


  Vem com a gente:  Facebook + Instagram + Pinterest + Twitter

Fotos Shutter Stock

 

Email this to someoneShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Facebook

Escrito por::

Publicado em: 26 de novembro de 2017

Categorias: Corpo

Exibições: 2356

, , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *