MENU
deja vu osny ramos natural vibe

Existe o Déjà vu? Mas o que é isso?

EU E VOCÊ, É POSSÍVEL QUE NÓS JÁ TENHAMOS VIVIDO JUNTOS NO EMARANHAMENTO QUÂNTICO!

O formalismo matemático da teoria do Emaranhamento Quântico obriga os físicos a acreditar que, nesse domínio oculto da realidade, as partículas e as ondas existem em estado de superposição, ou seja, elas existem juntas, ocupando simultaneamente um mesmo espaço e um mesmo tempo.

Esse é o primeiro aspecto fantasmático da realidade, que tanta perplexidade produz no espírito dos físicos. Um outro aspecto não menos fantasmático, é a postulação de que, no Emaranhamento Quântico, as partículas e as ondas têm infinitas trajetórias, que elas percorrem ao mesmo tempo.

Com base no Princípio da Simetria, os físicos não têm dúvidas de que também as coisas e as pessoas vivem infinitas histórias diferentes no Emaranhamento Quântico, experimentando contextos, cenários, situações e emoções diferentes.

Entre os físicos que acreditam nisso, um dos mais entusiasmados com essa tese é Stephen Hawking, que nos chama a atenção para o fato de que, no Emaranhamento Quântico, tem uma história de Belize na qual esse pequeno país foi campeão mundial de futebol!

A história que cada um de nós está vivendo, desde que nós nascemos, é apenas uma das infinitas histórias nossas que se encontram no Emaranhamento Quântico. Isso significa que, tudo o que nós já vivemos e o que ainda vamos viver, já aconteceu no Emaranhmento Quântico.

Dentro das possibilidades da matemática que fundamenta a lógica do Emaranhamento Quãntico, é possível acreditar que, nessa infinita pluralidade de histórias existentes nesse domínio metafísico, todas as pessoas que já existiram no nosso planeta, que existem atualmente e que vão existir no futuro, já se cruzaram e já se conheceram.

Não há nada mais logicamente consistente do que isso, para fundamentar a idéia do Déjà vu ou do “já vivido”, que tão frequentemente aparece nas experiências de cada um de nós, um prato cheio para os reencarnacionistas argumentarem a favor da pluralidade das existências.

Eu mesmo, nesses constantes encontros que os meus cursos e as minhas palestras possibilitam, com pessoas de todo tipo, tenho vivido essas fantásticas experiências de me encontrar com algumas delas, que sem dúvida me parecem fortemente conhecidas de algum lugar…de alguma época.

Por ocasião desses encontros então nós experimentamos em nosso espírito, algo como que uma doce a frouxa melancolia…uma misteriosa saudade de algo desconhecido, com  que de um grande amor vivido numa era longínqua no tempo…em algum lugar distante da eternidade!

São pessoas com quem nós imediatamente simpatizamos e nos identificamos, experimentando delas vibrações e energias familiares. Essa tal da reencarnação – se para mim não fosse algo ainda não estudado – nela eu acreditaria como sendo a causa dessas impressões familiares…desse bem-estar espiritual que inevitavelmente nós experimentamos na presença de certas pessoas.

Para fundamentar ainda mais essas estranhas experiências do Déjà vu, nós poderíamos invocar a estrutura vibracional e informacional do Campo Quântico, que resulta da Teoria Quântica de Campo com base tanto na Física de Partículas quanto nos chamados Diagramas de Feynmann e na chamada Onda Guia de Broglie, caso o assunto aqui não se tornasse tão extenso.

Eu tenho certeza de que, no Emaranhamento Quântico, eu já vivi histórias com certas pessoas que eu conheci, aqui nessa minha existência atual, e disso, você também deveria ter certeza, pois se trata de algo fundamentado na Física Quântica!

Física Quântica


Espalhe consciência compartilhando com todos que estiverem na Vibe!

Vem com a gente no:  Facebook + Instagram + Pinterest + Twitter

Foto  PERUZZO

Centro Holistico Ponto de Luz Natural Vibe

 

Email this to someoneShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Facebook

Escrito por::

Publicado em: 15 de agosto de 2017

Categorias: Destaques, Energia

Exibições: 2208

,

One Response to Existe o Déjà vu? Mas o que é isso?

  1. Suzi disse:

    Poderia fazer um vídeo falando sobre isso, as vezes o deja vu é uma coisa muito forte, aquela de sentir saudades de algo que nunca vivemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *